A Instalação Dessalinizadora de Água do Mar do Porto Novo já produziu 3 milhões de metros cúbicos de água desde a sua inauguração, em Dezembro de 2007

A Instalação Dessalinizadora de Água do Mar do Porto Novo já produziu 3 milhões de metros cúbicos de água desde a sua inauguração, em Dezembro de 2007

No dia 3 de Dezembro de 2007 foi inaugurada a IDAM do Porto Novo, com a presença do Sr. Primeiro Ministro e do Sr. Presidente da Câmara Municipal na altura, Dres. José Maria Neves e Amadeu Cruz respectivamente.

A implementação da dessalinização de água do mar como recurso hídrico não convencional na Ilha de Santo Antão, foi promovida por uma parceria público privada em forma de sociedade anónima denominada Águas de Porto Novo, na qual participaram o Estado de Cabo Verde, a Câmara Municipal do Porto Novo e a empresa privada Águas de Ponta Preta Lda, da Ilha do Sal.

Esta PPP tinha a finalidade de construir e explorar uma instalação dessalinizadora de água do mar para abastecimento público mediante um modelo de concessão inovador, com um contrato BOT (Built&Operate&Transfer) e um prazo de 30 anos.

A IDAM tem uma capacidade de 1.000 m3/dia e resultou de um investimento de 240 milhões de escudos para uma infra-estrutura que inclui uma central eléctrica autónoma, uma estação de elevação para o tanque municipal de distribuição e uma capacidade de armazenagem de 2.000 m3, correspondente a cerca de 3 dias de reserva.

Desde a sua inauguração, a IDAM já produziu um volume de 3 Hectómetros cúbicos de água dessalinizada, que foram fornecidos a través da rede de distribuição de água potável da cidade do Porto Novo (98%) operada pelos Serviços Autónomos de Água e Saneamento (SAAS-PN) e mediante autotanques (2%).

Este volume foi disponibilizado numa média de 630 m3/dia e com uma continuidade superior aos 99%, no tanque de Morre-Braz, localizado a 100 metros sobre o nível do mar. A partir deste tanque, a distribuição se realiza por gravidade.

Ao longo destes anos foram envidados esforços para manter a qualidade de água e diminuir os custos de produção, de modo que em 2015 foi obtido o certificado de controlo de qualidade HACCP e em 2016 conseguiu-se o selo de qualidade ISO9001:2015. Em 2018, a IDAM foi ligada à rede eléctrica pública da Ilha de Santo Antão, aumentando a segurança energética da instalação.

Neste 2020, a sociedade APN SA cumpriu 15 dês da sua constituição, em Julho de 2005 e o comemora com um ambicioso plano de investimentos no qual destaca uma estação transformadora de 250 KVA para adquirir energia eléctrica na tarifa de Média Tensão e uma micro-central solar fotovoltaica de 55 kWp para reforçar o nexo água-energia com recurso as energias renováveis.

Tendo já conseguido uma redução progressiva nos últimos anos, o objectivo destes dois investimentos é reduzir os custos energéticos na produção de água dessalinizada para diminuir o preço da água potável aos usuários finais. O preço de produção tem sido reduzido nos 42% desde o início da actividade e em 2020 se situa num valor médio de 173 escudos/m3.

A dessalinização de água de mar se amostra como um recurso hídrico seguro e versátil, tendo amostrado o seu potencial assegurando o abastecimento às populações rurais do concelho no decorrer dos últimos três anos de seca. Com a progressiva integração das energias renováveis que permitem aproveitar os recursos energéticos autóctones, o crescimento da dessalinização de água do mar em Cabo Verde apresenta um futuro promissor para acompanhar o desenvolvimento socioeconómico num contexto marcado pela insularidade e pelas mudanças climáticas.

Written by pontapreta

Website:

0 comments

Leave a comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *